ECONOMIA
Anunciante
REFORMA AGRÁRIA
130 famílias ligadas a Zé Rainha ocupam área de antiga fecularia

Sem-terra querem que prefeitura de Castilho transforme local em um novo assentamento

Anunciante

Cerca de 130 famílias ligadas à FNL ( Frente Nacional de Lutas), comandada pelo ativista José Rainha Júnior, ocuparam nesta sexta-feira (28) uma área pertencente à Prefeitura de Castilho, onde funcionou uma antiga fábrica de extração de féculas de mandioca e raízes e grãos que produzem amido. Eles pleiteiam a área para criação de um novo assentamento agrário.

De acordo com um dos representantes do movimento, as famílias esperam há dois anos por uma posição da Prefeitura de Castilho sobre a destinação da área, que está abandonada há mais de 15 anos. As famílias que iniciaram a construção de acampamento no local são todas da cidade.

Castilho é uma das cidades no noroeste de São Paulo que abriga grandes assentamentos decorrentes de programas de reforma agrária desenvolvidos pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) nas últimas décadas.

Os ocupantes de terras da antiga fecularia do município querem a divisão da área em lotes para que possam instalar suas famílias e viver como produtores rurais. A Prefeitura de Castilho ainda não se manifestou sobre a tomada da área pelos sem-terra liderados por Zé Rainha.

Ao site Impacto Online, um dos coordenadores do movimento disse que o grupo está preparado, para caso o município consiga judicialmente a reintegração de posse da área, transferir os barracos para praça localizada diante da Prefeitura de Castilho.

O grupo alega ter recebido a promessa de que o local onde funcionou a fecularia municipal seria transformado em um novo assentamento. “Estamos aguardando por uma resposta a 24 meses”, diz um dos sem-terra, em referência a um eventual compromisso firmado pela atual administração de Castilho.

Em 2012, a Prefeitura chegou a conseguir da Câmara a aprovação de um projeto de lei concedendo a área a uma empresa de Andradina, que tinha planos para investir no local uma indústria de papel, o que não aconteceu até hoje.

Com informações do Jornal Impacto Online.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.