CIDADES
Anunciante
IMPASSE QUASE RESOLVIDO
AME de Penápolis ficará para 2020, diz Estado a políticos da cidade

Município já tinha alugado prédio para unidade e liberado recursos para a compra de equipamentos

Anunciante

O prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira (sem partido), acompanhado do vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin, e de todos os vereadores da cidade estiveram em São Paulo nesta quarta-feira (06), em reunião na Secretaria de Estado da Saúde, e receberam a garantia de que a instalação de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) no município, no ano passado, não será cancelada.

Por falta de previsão de recursos para o empreendimento neste ano, a implantação do AME de Penápolis ficará para 2020. A garantia foi dada ao chefe do Executivo e demais políticos presentes à reunião pelo secretário José Henrique Germann Ferreira.

De acordo com o prefeito Célio de Oliveira, a intenção do grupo ao ir até São Paulo foi dialogar com o Governo do Estado sobre a situação, já que inúmeras providências para início das atividades já tinham sido tomadas, incluindo o aluguel do prédio (antigo Hospital Luiz Valente) ao custo mensal de R$ 50 mil e repasse de recursos para que a organização social responsável (Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu) fizesse a compra de equipamentos.

“Na última sexta-feira, dia 1º de fevereiro, tivemos conhecimento de que a Secretaria de Estado da Saúde suspendeu o contrato para fazer novos estudos técnicos. Por isso nos organizamos para estar em São Paulo discutindo melhor esta decisão. Contamos em massa com o apoio de todos os vereadores, e isso fortaleceu ainda mais o nosso contato em São Paulo”, diz o prefeito em notícia publicada na página da Prefeitura no Facebook

De acordo com o gestor, o Estado suspendeu o contrato que havia firmado com a Organização Social que havia sido contratada para fazer a gestão do AME e não a instalação do ambulatório.

“Fomos recebidos pelo secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, e pelo secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. A informação é de que houve uma suspensão da implantação da unidade, e que a efetivação deve ocorrer após sua inclusão no novo orçamento estadual”, diz o prefeito. “O secretário foi muito solícito conosco e explicou que há um grande empenho para que a situação seja definida, beneficiando a população de Penápolis e toda região, que tanto precisam deste atendimento”.

Com a reunião e os esclarecimentos, a expectativa de que o AME fosse colocado em atividade ainda este ano fica apenas prorrogada para o próximo ano, pois o governo municipal fará no orçamento de 2020 a previsão orçamentária do custeio do ambulatório, o que não foi feito na gestão do governador Márcio França (PSB), quando ele esteve em Penápolis anunciando a unidade de saúde.

Com a promessa do governo do Estado, o prefeito Célio de Oliveira disse que a administração municipal manterá o aluguel do prédio, mesmo que tenha que negociar com o proprietário, para que o AME tenha sua instalação concretizada no próximo ano.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.