DIREITOS DO CONSUMIDOR
Anunciante
CRIMES VIRTUAIS
Atenção nas movimentações online!

Cyber Criminosos estão atentos e cada vez mais preparados para as tentativas de golpes

Anunciante

Sabe aquela oferta tentadora que você recebe em suas redes sociais ou em seu aplicativo de mensagens? Ela pode ser uma grande ameaça ou início de uma dor de cabeça sem fim.
Dados divulgados pela consultoria Ebit-Nielsen apontaram que os consumidores continuaram comprando durante o final de semana da Black Friday e as compras online somaram R$1,15 bi para o comércio, o que significa um crescimento de 21% com relação ao mesmo período no ano passado.  Isso só confirma que, cada vez mais, as pessoas estão optando em realizar compras, a partir de sites e aplicativos e diretamente de celular. A soma dos pedidos por meio de dispositivos móveis atingiu a marca de 1,5 milhão, durante o fim de semana da campanha.
A partir desta movimentação na internet, outro fator que também se destaca, a cada ano, é a questão da vulnerabilidade, principalmente em dispositivos móveis, por onde os consumidores realizaram suas compras. Aquela máxima de que brasileiro não tem a cultura de proteger seus celulares e tablets permanece. Com isso, os hackers de plantão ficam na espreita para invadir, clonar e criar cada vez mais, mecanismos para induzir os consumidores a fraudes.
“Atualmente existem diversas vertentes e estão cada vez mais modernas e diferenciadas. Vai desde a clássica tentativa com vírus até a tentativa com aplicativos maliciosos, aqueles que o usuário faz o download e, a partir daí, acaba tendo os dados todos copiados, entre outros problemas. O que ocorre hoje é a evolução das ameaças e também a modernização das tentativas de golpes. Por isso que utilizar somente um antivírus não será eficaz contra as fraudes”, alerta Marcus Garcia, VP de produtos da FS.
GOLPE DO SITE FALSO
Outro ambiente onde os criminosos ou fraudadores têm atuado são as redes sociais. Por meio de posts com promoções tentadoras de produtos ou até serviços, essas pessoas aproveitam algumas datas comemorativas como o Natal, por exemplo, para aplicarem seus golpes.
Entre as milhares de pessoas que já foram vítimas desse tipo de fraude está Felipe Santana, agente de atendimento, 25 anos, que comprou um moletom em uma loja online e, só depois que pagou se deu conta de que tinha caído no golpe do ‘site fake’. “Eu fiz a compra pela página da marca. Porém, toda a negociação era feita por meio do Instagram. Eu achei estranha a demora para a entrega e solicitei à operadora do meu cartão que cancelasse o pagamento. Depois de muitas tentativas de contato com o vendedor, eu tentei falar com ele por outro perfil da rede social e só assim ele me atendeu prontamente como se eu fosse outro cliente. Então me identifiquei e disse que já tinha cancelado o pagamento e tomado as providências cabíveis”, conta.
Histórias como a de Felipe podem ser evitadas, a partir do momento em que os consumidores começarem a prestar mais atenção nos ambientes digitais que navegam e também na importância em manter celulares protegidos para evitarem dores de cabeça com a perda de dinheiro e informações pessoais.
“Esse público malicioso fica mais ativo em épocas de grande movimentação de dinheiro, quando acaba ocorrendo mais tentativas de captura de dados. Por isso é importante não confiar no que vê de facilidades em promoções na internet. Os ataques estão cada vez mais elaborados. Por isso que nós do mundo de segurança temos que pensar sempre em como blindar os usuários”, pontua Garcia.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.