Anunciante
DILADOR PÔS ARAÇATUBA NO VERMELHO

Retrocesso da cidade no plano de flexibilização e situação dos cofres públicos são alvos do Consa

Anunciante

Cronista é assim. Quando pensa que não tem assunto, cai no colo a coisa mais engraçada. Ainda bem que Deus não abandona os cronistas.

Araçatuba, lá no mapa do governador Dória, do coronavírus, está pintada de vermelho no mapa atual: todo mundo em casa, volta à estaca zero. Zona de perigo. Houve um grito de desespero:

- Araçatuba está no vermelho! Tudo fechado novamente!

Eu fiquei sabendo que o prefeito anda endividando o município, vai deixar a Prefeitura no vermelho. Acho que é verdade mesmo. O munícipe não pode atrasar uma parcela do IPTU, de repente colocam na sua caixa postal um novo carnê com o recálculo. Não era assim. Antigamente, impostos municipais eram para não ser pagos. Esse zelo do prefeito Dilador Borges pelo dinheiro público no bolso do contribuinte merece respeito. Sinal de que a Prefeitura está no vermelho...A precisão é demais!

A frase "Araçatuba está no vermelho" me fez lembrar das velhas disputas municipais entre PT e PSDB nas últimas eleições. Hoje, as coisas mudaram. Nem o PT é tão vermelho, nem o bico do tucano está tão grande. Os inimigos são outros.

Naquela época, o Dilador Borges (na oposição ao PT) dizia em duplo sentido que ia tirar Araçatuba do Vermelho. Ainda bem que não usou tal frase como slogan da campanha. Agora, estaria frito.

Está aí, agora, Dilador Borges bebendo do próprio veneno que inventou, deixando Araçatuba no vermelho. Vermelho no coronavírus, saldo vermelho na conta da Prefeitura. Que vergonha, hein? Há cidadão vermelho de raiva

Nada a ver, maldade deste linguarudo, mas que a situação ficou engraçada, isso é verdade. Agora, todos nós precisamos nos empenhar para ajudar o Dilador a tirar Araçatuba do vermelho. Affff!

* Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.