POLÍTICA
Anunciante
TROCA TUDO?
Derrotado em CP, Rodrigo Andolfato surge em áudios contra reeleições

Engenheiro orienta sobre camiseta de campanha que deve ser lançada contra políticos em mandatos

Anunciante

Exatos 25 dias após ser derrotado na Câmara de Araçatuba, onde ingressou com pedido de CP (Comissão Processante) para que fosse apurada possível infração administrativa praticada pelo prefeito Dilador Borges (PSDB), e a consequente cassação de seu mandato, por perseguição política a sua pessoa, o engenheiro e servidor municipal Rodrigo Andolfato voltou ao cenário político em áudios que se espalharam pelo Whatsapp nesta sexta-feira (28), passando orientações sobre uma campanha lançada em camisetas, que devem começar a circular pela cidade nos próximos dias, contra a reeleição de todos os políticos que exercem mandato no município. No caso, prefeito, vice e vereadores.

A camiseta em questão, conforme imagem que também circula na rede social, carrega uma logomarca com os dizeres: “Abrace esta campanha. Eleições 2020. Troca Tudo. Para o bem de Araçatuba. Não reeleja nenhum político”.

Já nos áudios espalhados junto com o modelo da vestimenta, aos quais o site 018 News teve acesso, Andolfato, nitidamente, orienta um grupo de pessoas a se mobilizar financeiramente para que muitas camisetas sejam distribuídas à população.

“Mas nós vamos ter que fazer várias camisetas. Vamos ter que fazer umas vaquinhas, fazer algumas coisas para juntar, pra muita gente usar isso aí todos os dias. Entendeu?”, orienta o engenheiro, funcionário da Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos), que se mostra incomodado com todos os políticos no exercício de mandato no município.

Andolfato vai além nas suas orientações. “Tem que escrever atrás: não ao aumento do IPTU. Não ao endividamento da Prefeitura. Não reeleja Ninguém. É. Aí fica massa.”, declara, fazendo uma encomenda em uma nova gravação de áudio. “Pode marcar uma pra mim. Tamanho ‘G’. Pode marcar uma pra mim”.

DESCONHECIMENTO OU ‘DESINTELIGÊNCIA’?

A logomarca criada para a campanha contra a reeleição dos políticos de Araçatuba, que pelos áudios vazados no Whatsapp, indica ter Rodrigo Andolfato como “garoto propaganda”, chama atenção por uma imagem nela estampada.

Para ilustrar a classe política, os mentores usaram um desenho do Congresso Nacional, ondem exercem mandatos deputados federais e senadores. A imagem em nada se relaciona com as eleições de 2020, quando os eleitores vão às urnas para escolher novos prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Se o desejo da campanha é convencer a população a não reeleger os políticos locais, a referida vestimenta deveria carregar imagens da Prefeitura ou Câmara, o que não ocorre. Numa clara demonstração de desconhecimento político de quem elaborou a logomarca ou falta de inteligência para observar quais cargos serão levados às urnas no próximo ano.

ENGENHEIRO NEGA SER O MENTOR

Questionado pelo 018 News se seria o mentor da campanha contra a reeleição de políticos em Araçatuba – tipo de coisa que sempre um grupo ou outro ressuscita às vésperas de cada pleito municipal, não sendo nenhuma novidade o que consta na tal camiseta – Andolfato negou envolvimento e foi além. Disse que se trata de coisa criada por pessoa mal-intencionada.

“Não sou eu não, cara. Tanto que quem te mandou lá no grupo, você pode perguntar lá, mandar dar um print, que alguém criou isso aí. Eu falei que queria uma camiseta pra mim e dei sugestão do que deve ser feito. Mas não sou eu quem está por trás disso não, viu. Isso aí é coisa de outra pessoa. E alguém mal-intencionado”, diz Andolfato em áudio.

Ele ainda tenta induzir ao entendimento de que a criação da camiseta seria algo imputado a determinada pessoa com a finalidade de denegrir sua imagem. “Digo mal-intencionado porque quando a pessoa faz e imputa a outra pessoa uma atitude dela, por mais que eu concorde com essa atitude, não acho certo. Eu acho que tem dolo na história”, afirma o engenheiro.

Questionado se, após os áudios vazados, se desistiria de encomendar a camiseta, como faz em uma das gravações, Andolfato disse que manterá sua posição contrária à reeleição de todos os políticos da cidade.

“Não vou desistir não. Eu concordo que é não reeleja ninguém. Concordo que é não reeleja nenhum desses aí que votaram a favor do empréstimo. Vou comprar a camiseta sim”, disse, classificando como um dos motivos para que a população não reeleja políticos em exercício de mandato, a aprovação de projeto que autoria a Prefeitura a financiar R$ 26 milhões com a Caixa Econômica Federal para a realização de 13 grandes obras na cidade.

MIGRAR PARA O TELEGRAM?

Em tempos de destaque ao aplicativo Telegram, por ontem teriam sido capturadas mensagens do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de procuradores da Operação Lava Jato, em possíveis orientações sobre a conduta das investigações, Andolfato fala, em mensagem que vazou do grupo de Whatsapp que integra, na possível migração dos integrantes para a ferramenta que ficou conhecida nacionalmente desde as revelações feitas pelo site The Intercep.

“Pessoal, espero que esse grupo cresça bastante a ponto de não caber mais ninguém aqui no Whatsapp e em breve termos que ir para o Telegram, hein. Ou um grupo de Facebook. Mas precisamos, de fato, mudar os rumos aí da nossa cidade. Espero que estejamos dentro de pessoas... Eu sei que o grupo vai crescendo. Tem sempre uns olheiros, né. Mas devemos tomar muito cuidado. E pensar que a gente tem que estar todos juntos (sic) por uma causa maior.

No mesmo áudio, Andolfato fala situação econômica do país, que tem como presidente Jair Bolsonaro, PSL, partido que o engenheiro já tentou tomar o comando em Araçatuba. “Esse empréstimo que foi pego na Prefeitura vai resultar na necessidade de aumento de impostos. Já estavam dizendo que precisava aumentar IPTU. Imagina agora. O que significa tudo isso? Aumentou imposto, é menos empresário dando emprego. Não entendam de outra maneira. Viu?”

Questionado sobre o uso do Telegram, Andolfato disse que seria um caminho para caso o grupo de Whatsapp, de onde vazou a campanha da camiseta, ultrapasse o número permitido de 256 pessoas.


Ouça o áudio da matéria:
Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.