JUSTIÇA
Anunciante
CRIME CRUEL
Exame diz que Berti tinha plena consciência ao matar rapaz em posto

Empresário efetuou série de disparos contra vítima; defesa pediu exame de sanidade mental

Anunciante

Um exame de sanidade mental realizado no empresário Antônio Berti Júnior, que é suspeito de matar um homem a tiros em um posto de combustíveis, em Araçatuba (SP), apontou que ele estava com plena consciência dos atos no dia do crime.

O exame no empresário foi autorizado pela Justiça de Araçatuba. Ele é acusado pelo assassinato de Alessandro de Oliveira Aoki, de 34 anos, em abril deste ano, em um posto de combustíveis no Parque Baguaçu. O pedido foi feito pela defesa do réu.

Com o resultado do exame, o processo segue o curso normal com a possibilidade de o réu ser punido criminalmente. A nova audiência do caso está marcada para o dia 14 de janeiro de 2020.

O acusado está preso no Centro de Detenção de Nova Independência (SP) e deve participar da audiência na prisão por meio de videoconferência.

O CRIME

Alessandro foi morto com cerca de 10 tiros no dia 18 de abril. Uma câmera de segurança registrou o momento do crime.

De acordo com a polícia, testemunhas contaram que o empresário chegou ao local, sentou ao lado da vítima, que estava acompanhada de amigos, e começou a conversar com o grupo.

A polícia afirma que, em determinado momento, a vítima pediu para o suspeito ir embora porque ele estaria atrapalhando. Em seguida, ele saiu do posto, buscou a arma, voltou ao local, disparou diversas vezes e fugiu. Ele foi preso logo em seguida pela Polícia Militar.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.