GERAL
Anunciante
ESTÃO DE BRINCADEIRA?
Fiscais da Samar ignoram falta de água, fazem média e vão a emissário

Em descompasso com necessidades da população, membros de agência ignoram torneiras secas do povo

Anunciante

Alvos de críticas por conta da inoperância que demonstraram na gestão da crise que se instalou recentemente em Araçatuba, em decorrência da falta de água para mais de 40 mil moradores da Zona Leste, os integrantes da agência reguladora DAEA, resolveram, nesta quinta-feira (24), ir a campo “fiscalizar” obras da concessionária responsável pelo saneamento básico de Araçatuba.

Ocorre que, mesmo com a própria Samar divulgando à imprensa, via sua assessoria, pelo menos seis serviços referentes ao abastecimento de água à população, os comissários da agência reguladora, Marcio Saito e Petrônio Pereira Lima, não visitaram nenhuma dessas obras realizadas pela empresa.

Saito e Petrônio preferiram visitar a restauração da Praça 7 de Setembro, no Jardim Planalto; um emissário no bairro rural de Engenheiro Taveira e as instalações de um secador do lodo que é retirado dos tanques da estação de tratamento de esgoto da concessionária.

Em nota distribuída à imprensa nesta quinta-feira, a agência reguladora indica como um grande feito a indicação para que a Samar adotasse a referida praça após a empresa arrancar três árvores existentes no local. Questão que não tem absolutamente nada a ver com o principal problema enfrentado pelos araçatubenses nas últimas semanas, que é a falta de água nas torneiras.

Na última segunda-feira, o comissário Márcio Saito esteve prestando esclarecimentos aos vereadores, na Câmara de Araçatuba, e além de rasgar elogios à concessionária, o fiscalizador das atividades da empresa, que recebe para isso salário superior a R$ 13 mil, chegou a dizer que multar a Samar por conta do desabastecimento da população não resolveria o problema.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.