POLÍCIA
Anunciante
'PAPA PONTOS'
Funcionário de Prefeitura é preso por esquema envolvendo o Detran

Servidor prometia retirar pontos de carteiras de habilitação e foi detido em operação do Gaeco

Anunciante

Um funcionário da prefeitura de Coroados (SP), que atuava no Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran), foi preso nesta quinta-feira (9) durante uma operação do Caeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado de São Paulo), segundo o Ministério Público.

De acordo com o órgão, investigações apontaram que ele é suspeito de prometer retirar, mediante pagamento, os pontos da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para motoristas que estavam ameaçados de perdê-la por causa de infrações de trânsito.

Segundo o Ministério Público, foi constatado que o funcionário não tinha o poder de tirar os pontos dos motoristas, que além de não terem os pontos apagados, ainda ficavam sem a quantia paga.

Para convencer as vítimas, o homem dizia que conhecia algumas pessoas que poderiam ajudar no esquema e que parte do dinheiro iria pra elas. No entanto, a investigação apontou que ele agia sozinho, sem envolvimento de outros órgãos.

A operação, chamada de "Papa Pontos", teve o apoio da Polícia Militar e a equipe do MP cumpriu mandados de busca e apreensão.

Foram apreendidos R$ 4,9 mil em dinheiro, além de diversos documentos, como cheques, notas promissórias e certificados de veículos, tudo na posse do funcionário preso.

Ainda de acordo com o Ministério Público, o suspeito, que estava sendo investigado há meses, responderá por pelo menos 13 crimes, entre tráfico de influência e estelionato.

O MP ainda afirma vai analisar se as pessoas que pagaram para o funcionário também responderão criminalmente.

Já o Detran-SP informou que o homem preso não é funcionário do órgão e que pertence ao quadro da Prefeitura de Coroados e não tinha acesso ao sistema do Detran-SP.

O órgão orientou ainda que os motoristas a nunca fazerem pagamentos em dinheiro. Todas as taxas do Detran-SP podem ser pagas nos bancos ou diretamente na unidade de Birigui, com cartão de débito.

Além disso, quem oferece ou busca por "facilidades" pode responder por crime de falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema do estado e estelionato.

A reportagem da TV TEM tentou contato com a prefeitura de Coroados, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem.

Reportagem de Márcio Zeni, da TV TEM em Araçatuba.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.