POLÍCIA
Anunciante
CRIMES NO CONSULTÓRIO
Médico com ordem de prisão por assédio será transferido para Andradina

Cardiologista de Presidente Prudente é acusado de molestar mais de 30 mulheres em seu consultório

Anunciante

O médico cardiologista Augusto César Barretto Filho, de 74 anos, acusado de abusar sexualmente de pacientes dentro de seu consultório, em Presidente Prudente, será transferido para a Penitenciária de Andradina assim que for detido. Nesta quinta-feira, o juiz da 2ª Vara Criminal daquela cidade, João Pedro Bressane de Paula Barbosa, recebeu denúncia do Ministério Público contra o cardiologista, que é acusado de ter molestado mais de 30 mulheres.

A transferência do médico para Andradina, segundo informações da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Presidente Prudente, se deve ao fato de o município ter unidade prisional apropriada para abrigar presos com formação em ensino superior. Pelo fato de ter cursado faculdade, Barretto Filho tem direito a prisão diferenciada.

De acordo com informações do site G1, a DDM de Presidente Prudente registrou 33 relatos de abuso sexual de mulheres que teriam passado por atendimento do médico cardiologista. A defesa jurídica do médico ainda não de manifestou sobre a ordem de prisão expedida pela Justiça.

Nesta quinta-feira, o advogado Emerson Longhi, que defende o cardiologista das acusações de assédio sexual, disse à imprensa de presidente Prudente que Barretto Filho não está mais trabalhando como médico. Ele teria, inclusive, pedido desligamento do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo).

O pedido de desligamento foi confirmado pelo Cremesp, porém não acolhido pelo órgão, uma vez que foi feito no segundo semestre do ano passado, quando começaram a surgir as primeiras denúncias contra o médico. Se estivesse desligado do conselho, o profissional poderia pedir sua reintegração no futuro. Como isso não aconteceu, com a quantidade de denúncias de abuso sexual registradas pela polícia de Presidente Prudente, ele pode ter o registro profissional cassado pelo órgão.

Sendo preso em transferido para a Penitenciária de Andradina, Barretto Filho deve ficar em uma sela isolada de outros detentos, uma vez que autores de crimes sexuais costumam ser “punidos” por outros presos de unidades onde estão abrigados.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.