GERAL
Anunciante
4 MESES DE LUTA
Morre, aos 38 anos, o jornalista e radialista Serginho Vitale

Após dengue é série de problemas, ele estava internado na UTI, entubado, há uma semana

Anunciante

Morreu na manhã desta segunda-feira (30) o jornalista e radialista Sérgio Alexandre Vitale, mais conhecido na cidade como Serginho Vitale. Ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Base de São José do Rio Preto desde o dia 6 de agosto.

De acordo com o pai de Serginho, o também radialista Sérgio Vitale, ele vinha lutando contra problemas de saúde desde abril, quando foi diagnosticado com dengue. Apesar de tentativas de tratamento, as complicações de evoluíram, com equipes médicas chegando a suspeitar que estivesse com câncer.

A suspeita inicial, segundo Vitale, foi de que o filho teria tumores no fígado. Ele chegou a ficar por uma semana internado na Santa Casa de Araçatuba e posteriormente foi levado pela família para Rio Preto. O pai contou ao site 018 News que foram levantadas diferentes possibilidades de câncer, o que não chegou a ser comprovado pelas biópsias às quais Serginho foi submetido.

Há pelo menos uma semana o jornalista estava entubado. “Ele era bastante consciente. Estava cansado demais e pediu para ser entubado, pois não aguentava mais as coceiras pelo corpo e a situação em que se encontrava”, diz o pai.

Serginho faleceu por volta das 7h desta segunda-feira. A família não tem um diagnóstico fechado sobre o problema que tirou sua vida. De acordo com o seu pai, os médicos chegaram até a cogitar a suspeita de ser alguma infecção rara.

“Infelizmente não sabemos. O corpo vai passar por uma autópsia para tentar identificar a causa da morte dele e até mesmo para sabermos se há na família outras pessoas com o mesmo problema”, explica Vitale.

Serginho era casado com Viviane Jordão e tinha uma filha de 9 anos. Ele trabalhou por cerca de 16 anos na Secretaria de Esportes e Recreação da Prefeitura de Araçatuba. Até ficar doente, era funcionário da rádio Band FM no município.

Além da família, deixa pai, mãe e um irmão. A previsão é de que seu corpo seja liberado somente no fim do dia, para que seja transportado até Araçatuba.

O pai do jornalista diz que o velório deve iniciar entre a madrugada e manhã desta terça-feira. Ele deve ser velado em uma das capelas da funerária Cardassi. Ainda sem horário definido, o sepultamento está previsto para acontecer no cemitério Jardim da Luz.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.