POLÍCIA E JUSTIÇA
Anunciante
EM 'CANA'
Pastor de Adamantina, acusado de estuprar filha, é preso em Araçatuba

Homem estava escondido em uma residência no bairro Umuarama; polícia teve que arrombar portão

Anunciante

A Polícia Civil de Araçatuba prendeu, por volta das 6h desta quarta-feira (13), em uma residência do bairro Umuarama, o pastor Maurílio Rodrigues, 55 anos, acusado de ter cometido estupro contra uma filha adotiva. O crime teria ocorrido na cidade de Adamantina, comarca judicial onde ocorre processo contra o detido.

A ordem de prisão, efetuada nesta quarta-feira, foi determinada em mandado expedido pelo juiz da 2ª Vara Criminal e também da Infância e Juventude de Araçatuba. Adeilson Ferreira Negri, após os serviços de inteligência da Polícia Civil identificarem que o pastor estava escondido em uma residência da rua Vicente de Carvalho, em Araçatuba.

Em outubro de 2018, a Justiça de Adamantina já havia proferido mandado de prisão contra o pastor, documento que, segundo consta nos registros do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), tinha validade de 20 anos.

PORTÃO ARROMBADO

Ao cumprir o mandado de prisão do pastor Maurílio Rodrigues, na manhã desta quarta-feira, a Polícia Civil de Araçatuba precisou arrombar o portão da casa onde ele estava, uma vez que os moradores não responderam a chamados de policiais que cercavam o imóvel.

Somente após o arrombamento é que os moradores da casa abriram a porta e foram informados que se tratada de um cumprimento de decisão judicial. O pastor foi localizado em um dos quartos do imóvel. Ele chegou a dizer aos policiais que sabia que era procurado.

O processo contra o acusado de estupro tramita na Justiça de Adamantina desde 2017. No entanto, o pastor teria abusado sexualmente da filha adotiva cinco anos antes. Ao determinar a prisão de Maurílio Rodrigues, ocorrida nesta quarta-feira, a Justiça de Araçatuba também deu ordem para que fosse recolhidos celulares, tablets, computadores e demais equipamentos que possam conter materiais de cunho criminal envolvendo o acusado.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.