OPINIÃO
Anunciante
'FUMACÊ'
Polícia Civil incinera 2,6 toneladas de maconha avaliadas em R$ 3 mi

Droga foi queimada em caldeira de curtume, em Araçatuba, por determinação da Justiça

Anunciante

A Polícia Civil de Araçatuba incinerou, na manhã desta quinta-feira (14), os 2.660 quilos de maconha apreendidos pela Força Tática da Polícia Militar, no final da tarde de domingo. A droga, trazida de Paranhos (MS), estava em um caminhão-baú interceptado na entrada de uma chácara na rua João Buchi, prolongamento da via de acesso João Cazerta.

As toneladas de maconha, avaliadas em cerca de R$ 3 milhões, foram queimadas na caldeira de um curtume instalado em um parque industrial de Araçatuba. A droga foi transportada de caminhão até o local, sob forte esquema de segurança.

Em audiência de custódia realizada na manhã de segunda-feira (11), o juiz criminal Vinícius Nocetti Caparelli determinou a imediata destruição das 2,6 toneladas de maconha. Coube à Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), encontrar um local que aceitasse e tivesse a disponibilidade de tempo para realização da queima da droga.

Desde a apreensão, toda droga estava guardada em uma sala no prédio que abriga a Dise e outras unidades da Polícia Judiciária em Araçatuba. Além da apreensão do entorpecente e a destruição determinada pela Justiça, foram presos acusados de tráfico o motorista Leandro da Silva Pires, 34 anos, responsável por transportar a maconha de Paranhos até Araçatuba, e o caseiro Valdir Moreira Nizio, 38 anos, onde o caminhão ficaria guardado no domingo, para que, na segunda-feira, o entorpecente fosse, levado até Campinas.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.