POLÍCIA
Anunciante
CRIMINALIDADE
Polícia reconstitui assassinato de rapaz em posto de combustíveis

Crime aconteceu na madrugada de 18 de abril; empresário foi preso após disparar contra vítima

Anunciante

A Polícia Civil de Araçatuba fez nesta terça-feira (14) a reconstituição do assassinato de Alessandro de Oliveira Aoki, 34 anos, ocorrido no dia 18 do mês passado, em um posto de combustíveis localizado na rotatória da avenida Joaquim Pompeu de Toledo com a rua Baguaçu.

Aoki foi executado a tiros pelo empresário Antônio Berti Júnior, de 40 anos, que disparou mais de 18 vezes contra a vítima. O autor do crime, preso logo após o assassinato, quando tentava fugir com uma caminhonete carregando a arma utilizada nos disparos, não participou da reconstituição.

Três amigas da vítima, que estavam no local na hora do crime, recontaram à Polícia Civil de Araçatuba o que ocorreu no dia do homicídio. As posições das cadeiras e os movimentos que antecederam os disparos foram todos documentados pelos policiais.

A reconstituição vai embasar inquérito policial instaurado para esclarecer o crime. Além de delegado e policiais civis, o promotor criminal Adelmo Pinho acompanhou os trabalhos. Caberá a ele oferecer denúncia sobre o caso.

MADRUGADA DA MORTE

Alessandro de Oliveira Aoki foi morto na madrugada de 18 de abril após ter um desentendimento com o empresário Antônio Berti Júnior. A vítima estava no posto de combustíveis, bebendo com amigos, quando o acusado chegou ao local e teria assediado duas mulheres que estavam com o grupo.

Após um desentendimento, Berti Júnior saiu do posto e minutos depois retornou. Ele teria ido buscar a arma usada no assassinato. Pouco após seu retorno o empresário voltou a se desentender com a vítima e passou a fazer disparos. Foram dados pelo menos 18 tiros e 10 deles teriam acertado a vítima.

Com informações do SBT Interior.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.