ECONOMIA
Anunciante
MÃO NA MASSA
Produtores rurais de Piacatu fazem receitas a base de tomates

Curso foi promovido por meio de parceria entre o Siram e o Senar-SP na cozinha de igreja

Anunciante

Na cozinha do salão de festas da igreja matriz de Piacatu, 20 produtores rurais lavam, cortam, cozinham, misturam ingredientes e elaboram diversas receitas à base de tomate. Eles participam da primeira turma do curso Processamento Artesanal de Tomate realizado na cidade por meio da parceria entre o SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste) e o SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) com apoio da Casa da Agricultura e da prefeitura. O cheiro do ambiente e o visual dos produtos dão água na boca.

A turma é animada e executa à risca as ações ensinadas pela instrutora Cleide Viana Soares. Gratuito, o curso tem duração de 16 horas, dividido em dois dias. O objetivo é fazer com que os participantes usem o tomate in natura na preparação de produtos como tomate seco, tomate pelado, geleias, patê, chutney (molho de origem indiana utilizado como condimento) e outros molhos. Cleide avalia positivamente a dedicação dos alunos. "É muito gratificante perceber que essas pessoas vão aproveitar melhor o tomate fazendo alimentos mais saudáveis. Além disso, elas acabam economizando, pois, com os produtos artesanais, não precisam comprar artigos industrializados", resume a instrutora.

A produtora rural Antônia Navachi decidiu participar para ganhar conhecimento relacionado ao produto do qual faz uso praticamente diário. "Gostei de tudo o que aprendi aqui, mas o tomate seco me chamou mais a atenção, pois é mais sofisticado e todo mundo gosta", comenta Antônia. Para o técnico de apoio agropecuário da Casa da Agricultura, Dailton Bigote, de forma geral os cursos oferecidos pelo SIRAN e pelo SENAR-SP são muito bem aproveitados pelos produtores. "Eles ficam felizes pois agrega valor à vida de todos, seja em termos de alimentação saudável, valorização de costumes e vocação local, e economia", finaliza Bigote.

O SIRAN

Criado em 25/10/ 1942, O Sindicato Rural da Alta Noroeste foi do pioneirismo dos produtores rurais, responsáveis direto pelo desenvolvimento da cidade e que tinham uma visão do futuro. Inicialmente, o grupo formou a Associação de Invernistas e Criadores da Alta Noroeste, com a finalidade de constituir uma sociedade para a defesa dos interesses da classe, tendo sido então escolhida, por aclamação, a diretoria liderada por Carlos Soares de Castro. De lá para cá, o sindicato vem desenvolvendo um trabalho de união entre os produtores rurais, somando esforços para defender a classe produtiva.

Atualmente, o SIRAN representa produtores de Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, Guararapes, Nova Luzitânia, Gabriel Monteiro, Gastão Vidigal e Rubiácea. A entidade é uma referência na prestação de serviços para a classe produtiva rural, quer seja na área de assessoria e orientação, bem como de representatividade na luta dos interesses de seus associados.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.