JUSTIÇA
Anunciante
CRIMINALIDADE
Réu por morte de morador de rua é condenado, mas ganha liberdade

Por já ter cumprido parte da pena, acusado passa a ter direito ao regime aberto e será solto

Anunciante

A Justiça de Araçatuba condenou, em júri realizado nesta quarta-feira (03), o pedreiro Paulo José da Silva, de 40 anos, por lesão corporal seguida de morte contra o morador de rua Pedro Fernandes da Cunha, 56 anos. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, o crime ocorreu em 28 de julho de 2016, numa residência abandonada do bairro São Joaquim.

A Justiça acabou acatando parcialmente as alegações da defesa e desqualificando o crime de homicídio para lesão corporal. Com isso, apena fixada foi de seis anos e dois meses de prisão.

De acordo com a Justiça, como o réu permanecia preso desde que foi identificado como culpado pelo crime, ele já cumpriu parte da pena imposta nesta quarta-feira e, por conta disso, progredirá para o regime aberto, sendo solto do presídio onde estava até então.

Conforme a denúncia do MP, a vítima do crime se alojada em uma residência abandonada junto com outra pessoa e Paulo era vizinho, vivendo em outra casa. A morte de Pedro se deu após uma discussão com Paulo, no dia 27 de julho de 2016, pelo fato de o réu ter perdido a chave da moradia onde se acomodava. Na madrugada seguinte, o pedreiro se deslocou até onde a vítima estava e passou a agredi-la com chutes, causando lesões pelo corpo.

Conforme perícia necroscópica realizada pelo IML (Instituto Médico Legal), Pedro sofreu de traumatismo craniano, em decorrência das agressões, o levando à morte.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.