CIDADES
Anunciante
DOR NA DESPEDIDA
VEJA VÍDEO: Bombeiro morto em incêndio é sepultado com honra militar

Júlio César Delfino, 35 anos, deixa esposa e duas filhas; atuava como bombeiro há oito anos

Anunciante

Sob forte comoção de familiares, amigos, colegas de corporação ou mesmo pessoas que sequer o conheciam mas que sentiram a dor de sua morte no exercício da profissão cuja principal missão é salvar vidas, o terceiro sargento do Corpo de Bombeiros de Araçatuba, Júlio César Delfino, de 35 anos, foi sepultado no final da tarde deste sábado (13), no cemitério Recanto de Paz, no bairro Rosele.

Casado e pai de duas crianças de 2 e 6 anos, Delfino morreu na tarde desta sexta-feira, ao ser atingido por escombros de uma loja de variedades, destruída pelo fogo, no Calçadão da rua Marechal Deodoro, no centro de Araçatuba. Ele estava de folga e atendeu a um chamado da corporação para se integrar a um grupo de cerca de 90 bombeiros do município e da região para controlar o incêndio.

Há oito anos atuando como bombeiro, o sargento integrava um grupo de militares que entrou no prédio para tentar controlar o incêndio. Estava a uma distância aproximada de 15 metros, no interior do imóvel, quando a construção cedeu, o atingindo. Os colegas de corporação demoraram para localizá-lo devido aos escombros e muita fumaça escora decorrente da queima de material inflamável. Quando foi localizado, já estava em quadro de parada cardíaca, vindo a óbito.

O tenente-coronel Manuel Guimarães, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar em Araçatuba, transmitiu ao vivo, por meio de seu perfil no Facebook, as homenagens prestadas por centenas de pessoas que acompanharam o sepultamento.

Transportado em um caminhão da corporação em que atuava, da sede do 20º Grupamento dos Bombeiros em Araçatuba, o caixão de Delfino foi coberto com uma bandeira do Brasil. No cemitério Recanto de Paz, o corpo do militar foi homenageado com salva de três tiros e com discursos de colegas de corporação.

O translado fúnebre saiu do bairro Morada dos Nobres pouco antes das 17h, cruzando a cidade até chegar ao cemitério Recanto de Paz. Além de Bombeiros, participaram do cerimonial policiais militares e também integrantes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O caixão com o corpo de Delfino foi sepultado sob uma sequência de aplausos.

TRANSFERIDO NESTA TARDE

Responsável pela ação que acabou resultando no trágico desabamento que tirou a vida do sargento Delfino, o tenente dos Bombeiros Alex Silva de Abreu, 32 anos, foi transferido da Santa Casa de Araçatuba, no início da tarde deste sábado, para o Hospital Estadual de Bauru, unidade especializada no atendimento de pacientes com queimaduras.

Alex sofreu queimaduras de 1º. 2º e 3º graus em 27% do corpo, sendo pernas, braços e tórax as partes mais atingidas. Ele foi retirado por colegas da estrutura em chamas. Um vídeo mostra o momento em que companheiros chegaram a jogar água no militar para resfriar seu organismo.

O bombeiro permaneceu internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Araçatuba, em coma induzido, até o início da tarde deste sábado, quando foi removido por uma equipe especializada do Grupamento Águia de helicópteros da PM, até Bauru, onde continua em tratamento.


Anunciante
O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.