Araçatuba
PREVENÇÃO 17 casos de dengue faz Buritama intensificar combate ao Aedes

Este ano a cidade já tem 42 casos notificados, com 17 positivos, 3 negativos e 22 esperam resultado

Anunciante

O Departamento de Saúde e funcionários do almoxarifado da Prefeitura de Buritama intensificaram as ações para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue. A medida foi adotada porque somente neste primeiro mês do ano já ocorreram 42 notificações para dengue, resultando em 17 casos positivos e três negativos para a doença. Vinte e duas pessoas ainda aguardam resultado e a coleta para a sorologia.
Além da dengue, o mosquito Aedes aedypti também está ligado a outras três doenças - zika, chikungunya e febre amarela.
O diretor de Saúde do município, Edilson Carlos de Paiva, afirmou que as ações programadas são para evitar que Buritama tenha uma epidemia da doença. No ano passado, foram notificados 982 casos de dengue, com 724 positivos e 258 negativos. Os maiores índices de casos positivos aconteceram nos meses de maio (209) e junho (176). Em 2019, não houve registros de zika e chikungunya.
“Todos os funcionários envolvidos nas ações buscam orientar e conscientizar os moradores sobre o perigo do mosquito Aedes aegypti. É preciso que os buritamenses façam sua parte e incentivem os vizinhos a aderir a prevenção. Estamos fazendo ações para eliminar os riscos de novos casos na cidade, além disso, vale lembrar que com cinco minutos por semana é o tempo que se leva para vistoriar a residência e eliminar os criadouros”, explicou.
Entre as ações previstas está a orientação aos moradores quanto aos cuidados e ações práticas para evitar novos casos na cidade. Uma frente de trabalho também atua na retirada de mato em guias e sarjetas. Em janeiro o índice de infestação em Buritama ficou em 5,68%, acima do preconizado pelo Ministério da Saúde que é 1%.
FIQUE DE OLHO
Para denunciar terrenos e moradias com criadouros do mosquito, o morador pode ligar nos telefones do Departamento de Saúde (18) 3691-1366 / 3691-3541 e Divisão de Vigilâncias (18) 3691-3782.

Prevenção no dia a dia
•    Cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas;
    vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água;
    Colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água;
    Não deixar pneus expostos ao tempo para evitar acúmulo de água dentro deles;
    Usar cloro em piscinas, limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso;
    Limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado;
    Esvaziar garrafas, latas e baldes. Guardá-los em local coberto;
    Guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo. Guardá-las em local coberto;
    Lavar semanalmente com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais;
    Lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda. Evitar plantas como as bromélias, que acumulam água.

 


O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.