Presidente Prudente
DESFALQUE PANDEMIA AFASTA 159 FUNCIONÁRIOS DE EMPRESA DE LIMPEZA PÚBLICA

Profissionais precisaram se distanciar do trabalho por suspeitas ou casos confirmados de Covid

Anunciante

Um total de 159 funcionários que trabalham nos serviços de limpeza pública de Presidente Prudente foram afastados de suas atividades, nos últimos seis meses, por conta de contaminação ou confirmação de infecção pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Os dados são da Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) e da Cooperlix (Cooperativa de Trabalhadores de Produtos Recicláveis de Presidente Prudente), empresa e organização que processam o lixo coletado na cidade.

De acordo com informações da Prudenco, de março até agosto, os pedidos de afastamento por problemas de saúde se elevaram, chegando a 87% do efetivo somente no período de julho a agosto, quando os afastamentos saltaram de 32 para 60 casos.

Também houve afastamento dos funcionários que fazem parte dos grupos de risco. No setor de varrição, foram feitos 13 afastamentos e 30 realocações para trabalhos com menor risco de contágio.

Desde o início da pandemia de coronavírus, a Prudenco afirma que vem tomando medidas de segurança necessárias para a preservação da saúde de seus funcionários. Além dos problemas com afastamento de funcionários, a companhia também destaca que, desde março, Presidente Prudente registra aumento na produção de lixo domiciliar. Em contrapartida, houve diminuição dos resíduos gerados por empresas e, principalmente, no comércio.


O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.