Região 018
DRAMA NA SAÚDE SANTA CASA PODE FECHAR UTIS POR FALTA DE ANESTÉSICOS PARA INTUBAÇÃO

Diretor clínico do hospital diz que Estado distribuiu insumos, mas que só duram por 48 horas

Anunciante

O diretor técnico da Santa Casa de Araçatuba, Giulio Stanco Coscina Neto, disse nesta segunda-feira (29), em entrevista ao SBT Interior, que o hospital pode ser obrigado a fechar, nos próximos dias, leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por falta de insumos, em especial medicamentos para intubação de pacientes em estado grave de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A ocupação de leitos do hospital, hoje, está acima dos 90% e o cenário, que já era considerado extremamente preocupante, piorou com o risco de desabastecimento. “Os estoques de anestésicos, chamados de kit de intubação, são as medicações que mantêm os pacientes intubados. Esses medicamentos não estão nem no mínimo mais, estão acabando mesmo. Estão no fim. Esses medicamentos também são muito importantes para cirurgias de emergência que precisamos fazer e, de acordo com os fornecedores e fabricantes, não têm mais para vender no mercado”, disse o diretor.

O médico faz uma previsão dramática para caso o fornecimento de tais insumos não seja restabelecido com urgência. “Se a gente não conseguir, os pacientes internados vão ter que ser submetidos a transferências para outros hospitais. Sem os medicamentos, piora mais a situação porque vamos ter que fechar leitos”, enfatizou.

Segundo ele, o Estado teria comprado todo o estoque para fazer a distribuição para os hospitais, mas a quantidade é inferior ao adquirido para a demanda local. “Realmente recebemos (medicamentos do Estado), mas a quantidade é mínima, deu para dois dias. O nosso desespero é que essa medicação está acabando e a gente não consegue encontrar para fazer a compra”, completou.

O kit é composto por sedativos e anestésicos. Um deles, tem demanda diária de aproximadamente 500 a 800 ampolas e o estoque, segundo a Santa Casa, pode acabar em 48 horas. “O consumo aumentou muito e as fábricas estão tentando ampliar a fabricação dos medicamentos. Essa dificuldade existe há meses, mas era controlada. Agora, chegou numa situação crítica”, garante.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, Araçatuba contabilizava, até o fim de semana, 17.508 casos confirmados de Covid-19 e 438 mortes causadas pela doença.


O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.