Polícia
FLAGRANTE SERVENTE QUE ATEOU FOGO NA CASA DE EX-COMPANHEIRA É PRESO

Foi descoberto ainda pelos policiais que o acusado agrediu a vítima no serviço dela

O servente de 40 anos, que ateou fogo na residência da ex-companheira, uma ajudante, de 41, na tarde de quinta-feira (10), em Penápolis, foi preso em flagrante. Ele ainda teria ido até o local de trabalho da vítima para batê-la e tentou agredir os policiais militares com um pedaço de madeira, sendo imobilizado com o disparo de arma de choque.

 

A casa fica na rua Laurinda Fernandes de Souza, no Residencial Marco Guerrero. Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 15h, policiais militares foram acionados a comparecer no local, onde ocorria um incêndio. Chegando até a residência, os PMs viram o acusado que, ao notar a presença da equipe, fugiu pulando os muros das residências vizinhas.

 

O Corpo de Bombeiros esteve no imóvel, contendo as chamas que já haviam consumido todos os cômodos. A casa ficou totalmente destruída. Uma testemunha disse aos militares que o ex-companheiro da mulher que tinha ateado fogo. Enquanto a equipe estava preservando a residência, populares informaram que o acusado estava pelas imediações.

 

Os policiais saíram em diligências, localizando o servente. Ele segurava um pedaço de madeira nas mãos e não obedeceu a ordem de parada, alegando que estava caminhando. Foi feita uma tentativa de abordagem, no entanto, o investigado partiu para agredir os PMs. Um deles, que estava a cerca de três metros de distância, disparou com uma arma de choque – “taser” -, imobilizando-o.

 

AGRESSÃO

Foi descoberto ainda que o acusado tinha agredido a ex-companheira no mesmo dia no serviço dela. Ele recebeu voz de prisão e foi levado a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) para prestar esclarecimentos. Após a conclusão do BO, foi encaminhado para a cadeia local, estando à disposição da Justiça. A vítima solicitou medidas protetivas de urgência.


O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2023 018News. Todos os direitos reservados.