Política e Mais
MAIS COBRANÇA SINDICATO DIZ QUE FUNCIONÁRIOS DA LIMPEZA NÃO RECEBERAM VALES E CESTAS

Prefeitura pagou salários atrasados na última segunda-feira (15), mas restam benefícios

Anunciante

O Siemaco (Sindicato dos Empregados em Empresas de Limpeza de Araçatuba e Região) voltou a questionar a Prefeitura e a GF da Silva Comércio e Prestação de Serviço de Limpeza sobre a falta de cumprimento de obrigações com cerca de 140 trabalhadores que fazem faxina nas escolas da rede municipal de ensino.

Nesta quarta-feira (17), o sindicato encaminhou à administração municipal e à prestadora de serviços terceirizados ofício cobrando o pagamento de cestas básicas, vale-alimentação e vale-transporte aos trabalhadores. O questionamento se deu dois dias após a Prefeitura de Araçatuba ter efetuado, por sua conta, pagamentos de salários que estavam atrasados.

De acordo com o presidente do Siemaco em Araçatuba, Rosaldo de Oliveira, a empresa contratada em 2018 para ficar como responsável pela faxina nas escolas da rede municipal de ensino já vem atrasando, há alguns meses, o pagamento dos trabalhadores. Por conta das reincidências e necessidades dos funcionários, o município decidiu reter repasse financeiro que deveria ser feito à GF da Silva e pagar o último mês de serviço dos funcionários.

No entanto, ficaram faltando benefícios no entendimento do sindicato. “Eles chegaram a anunciar que seriam somados aos valores dos salários montantes correspondentes a cestas básicas ou vale-alimentação e transporte. Só que isso não aconteceu. Por este motivo, enviamos ofício à Prefeitura solicitando um posicionamento. Da mesma forma, notificamos a empresa terceirizadas e valos levar o caso ao Ministério Público do Trabalho se nada for feito”, diz o sindicalista. “São direitos que estão sendo desrespeitados. Vivemos no meio de uma pandemia e não podemos que estes profissionais sendo desvalorizados”.

 


O 018News não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Copyright © 2018 018News. Todos os direitos reservados.